As vantagens de um plano de saúde no tratamento do câncer de mama

 

São muitas as vantagens de um plano de saúde no tratamento de câncer de mama. Sem dúvida o diagnóstico do câncer de mama gera um impacto muito forte na maioria das mulheres, mas segundo o Inca – Instituto Nacional do Câncer – o autoexame das mamas e os exames periódico, representam uma excelente ferramenta para o diagnóstico precoce.

Nesse artigo vamos falar um pouco sobre isso e como identificar essa forma de câncer, quais são as coberturas médicas e hospitalares e mais. Tudo para que você esteja um passo á frente.

Através do autoexame, é possível detectar qualquer anomalia na mama, como por exemplo, caroços, secreções, retração, alterações no formato dos seios e nódulos nas axilas.

Além disso, é muito importante que toda mulher tenha um médico comprometido com sua saúde, e assim que desconfiar de algo errado, deve marcar logo uma consulta.

Na maioria das vezes, o profissional faz uma avaliação clínica e provavelmente vai solicitar exames complementares, como a mamografia e uma ultrassonografia. O importante é que quanto mais precocemente for diagnosticado, melhores são os prognósticos assim como mais eficaz será o tratamento.

No Brasil, a rede pública até disponibiliza os serviços, através do SUS, mas devido ao longo tempo de espera, a tendência é que o quadro piore e assim as chances de cura ficam muito reduzidas. Por isso que ter um plano de saúde é tão importante no tratamento do câncer de mama.

O que é importante frisar é que alguns casos são mais agressivos do que outros e muitas vezes a luta é contra o relógio. Fica evidente a importância do diagnóstico precoce, principalmente quando a doença está no início porque pode não provocar sintomas. E quando a mulher se der conta, já pode ter aumentado de extensão, tornando o tratamento muito mais difícil.

Só que a partir que as células cancerígenas começam a crescer, alguns sintomas podem surgir. O grande problema é que em alguns casos já pode estar em um estágio tão avançado que o tratamento pode não surtir nenhum efeito.

Daí a importância da prevenção e do diagnóstico precoce. Uma das grandes vantagens do plano de saúde no tratamento do câncer de mama é a disponibilidade de profissionais especializados para fazer todo o acompanhamento da doença, desde o seu diagnóstico até a conclusão do tratamento.

Vale dizer, são profissionais capacitados para oferecer à mulher toda a atenção necessária, tanto antes, durante e depois dos procedimentos para tratamento da enfermidade.

Lembrando que toda mulher que teve câncer de mama vai precisar de um acompanhamento ao longo de toda sua vida, pois corre o risco da recidiva da doença. Esse é um outro aspecto importante dos planos de saúde, pois a mulher vai estar sempre assistida.

E a partir do momento que sabem que podem contar com um profissional de confiança e habilitado, vão ficar mais seguras para superar essa fase.

O plano de saúde funciona para câncer de mama, além de ser de grande utilidade no diagnóstico e tratamento de uma série de outras doenças que podem atacar as mulheres, como é o caso do câncer de útero, também bastante comum na sociedade.As vantagens de um plano de saúde no tratamento do câncer de mama

Qual a idade com maior incidência do câncer de mama?

O mês de outubro foi intitulado de Outubro Rosa justamente para servir de alerta e conscientizar milhares de mulheres quanto à doença, fornecendo o máximo de informações principalmente quanto à prevenção.

A maior incidência de casos de câncer de mama está na faixa etária antes dos 50 anos, correspondendo a cerca de 40% dos casos. Por isso que a Sociedade Brasileira de Mastologia recomenda que a mamografia seja feita anualmente a partir dos 40 anos.

Há uma certa controvérsia porque o Ministério da Saúde estende essa faixa etária, ou seja, mulheres entre 50 e 69 anos devem fazer o exame somente a cada dois anos. A idade ideal para se fazer a primeira mamografia é aos 40 anos, mas se houver algum fator de risco, o médico pode antecipar sua solicitação.

Essa é outra razão para a enorme procura pelos planos de saúde, pois a rede pública não consegue atender de forma eficiente a maior parte das mulheres, onde muitas delas acabam até indo a óbito pelo tempo de espera.

O atendimento contra câncer de mama pelo plano de saúde é muito mais rápido e eficiente, evitando os casos de morte precoce em razão da doença. Quando estamos falando de câncer, não pode existir atraso. Ações devem ser tomadas de forma imediata, de forma a aumentar a expectativa de vida do paciente e também as chances de cura.

Já está comprovado que o câncer de mama, atrás do câncer de pele, é aquele que mais atinge as mulheres, não apenas no Brasil, mas no mundo inteiro. Ou seja, um problema de saúde pública que merece ser tratado com a devida cautela pelas autoridades de saúde.

Quais as estimativas para 2018?

Nos últimos anos, a taxa de mortalidade caiu em torno de 40%, onde o diagnóstico precoce foi o grande responsável por isso, mas ainda responde por cerca de 29% de novos casos a cada ano. Em 2018, a estimativa é de quase 59,7 mil novos casos sejam detectados, segundo o Inca.

E de acordo com a OMS – Organização Mundial de Saúde- é o tipo de câncer que mais atinge as mulheres em todo o mundo, sendo 1,38 milhões de novos casos e 458 mil mortes pela doença por ano.

Vale lembrar que apesar do autoexame ser muito importante, especialmente porque a mulher aprende a se autoconhecer, mas não significa que os outros exames não devam ser realizados, muito pelo contrário.

Hoje, os planos de saúde contam com uma estrutura para oferecer às mulheres os mais diversos exames como mamografia, ultrassonografia, biópsia e ressonância magnética. Somente através desses exames, é possível fazer o diagnóstico mais preciso e dependendo do caso, já dar início logo ao tratamento.

Toda mulher precisa estar consciente de que quanto mais precoce for o diagnóstico, maiores são as chances de cura e sucesso no tratamento. O plano de saúde para câncer de mama atua também na parte da prevenção. Exames podem ser realizados para diagnóstico, com periodicidade.

Tais procedimentos permitem identificar sinais da doença, como nódulos e caroços na região dos seios, que podem ser considerados benignos ou malignos. E esse resultado só pode ser obtido através de testes laboratoriais.As vantagens de um plano de saúde no tratamento do câncer de mama

Qual a cobertura dos planos de saúde no tratamento do câncer de mama?

Independentemente do tipo de plano de saúde, seja individual ou coletivo, o tratamento do câncer de mama possui a garantia da ANS – Agência Nacional de Saúde Suplementar. Apesar de algumas operadoras resistirem à autorização do tratamento, saiba que ele é obrigatório.

De acordo com o Rol de Procedimentos e Eventos obrigatórios em saúde da ANS, os planos de saúde cobrem não apenas a quimioterapia oral, mas os procedimentos cirúrgicos, assim como os medicamentos para minimizar os efeitos colaterais e em alguns casos, inclusive o tratamento domiciliar.

O que é importante ter em mente é que os planos de saúde possuem a obrigatoriedade de distribuição dos medicamentos, seja por sua central de atendimento, seja pelo sistema de reembolso.

Ao realizar o tratamento do câncer de mama pelo plano de saúde, o paciente e seus familiares tem a garantia de que o valor será suportado por um terceiro. Trata-se de mais comodidade e tranquilidade em um momento tão delicado na vida das pessoas.

Ainda em relação à cobertura, a reconstrução da mama também é um direito dos beneficiários dos planos de saúde, tanto no que diz respeito à cirurgia em si como na preservação da mama saudável, de forma que haja uma assimetria.

Na verdade, há uma grande preocupação com a saúde emocional da mulher, pois a confirmação do diagnóstico de câncer de mama gera um impacto muito negativo na sua vida, mas os planos de saúde também oferecem todo o suporte necessário.

Por que é importante ter um plano de saúde para o tratamento do câncer de mama?

Como já foi dito, apesar da rede pública de saúde oferecer o tratamento, sabemos que a estrutura está muito deficitária, com falta de profissionais e de equipamentos para a realização dos exames.

Só que dependendo do estágio da doença, o quanto antes for iniciado o tratamento, maiores são as chances de cura.

A grande questão aqui é que determinados casos necessitam de uma certa urgência e os planos de saúde dispõem não apenas de profissionais especializados, que nesse caso é o mastologista, mas também de toda a aparelhagem para os exames.

Outro grande problema é o custo envolvido para a realização de procedimentos de tratamento do câncer de mama. Aqueles que optam por hospitais e clínicas particulares acabam pagando uma verdadeira fortuna, muitas vezes superior ao orçamento e condições da família.

Fazer um plano de saúde para câncer de mama é uma forma simples e econômica de evitar despesas com tratamentos futuros. A apólice cobre todos os custos com o tratamento da doença.

O tratamento varia conforme a extensão do tumor, mas geralmente é feito com cirurgia, quimioterapia, radioterapia, imunoterapia, além de medicamentos para aliviar os efeitos colaterais.

A partir do momento que a mulher pode contar com um plano de saúde, o médico vai fazer uma avaliação, solicitar os exames necessários e indicar o melhor tratamento.

O ideal é que todas as mulheres façam um acompanhamento anual com um ginecologista e assim que perceberem alguma alteração na sua mama, marquem logo uma consulta.

E se você está em dúvida se está com diabetes ou não e precisa de um plano de saúde, fale com nossa equipe agora mesmo e receba cotações sem compromisso.

Adicionar comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *